diary pages #35


Hi teddy bears,
Passa das 2h da manhã e eu estou a tentar controlar a respiração para não chorar. Estou a conseguir, felizmente. O Toby decidiu reaparecer e voltar a declarar toda a falta que sente por mim e todo o seu amor. Que raiva! Porque é que ele não desiste de vez e me deixa esquecer o que aconteceu? Ou pelo menos tentar esquecer, visto que marcada para sempre já eu estou. Logo agora que já tudo se estava a normalizar, que a minha vida se estava a recompor, tudo volta a desmoronar... ou quase tudo. Só queria ter paz e sossego e aproveitar os bons momentos que o Miles me tem dado. Aproveitar os sorrisos que dou quando falamos. O problema é que os passos que vou dando em frente com o Miles durante uns dias, voltam a regredir todos em minutos com as insistências do Toby. Não, não é por sentir algo pelo Toby. É sim por relembrar tudo o que se passou. O passado volta, as inseguranças voltam e isto torna-se um vai e vem de emoções e sentimentos. Pedir paz para a minha vida é pedir muito? Desde o inicio do ano que é dor atrás de dor, lágrima atrás de lágrima, desilusão atrás de desilusão. Agora que finalmente conseguia sorrir genuinamente, que finalmente consegui voltar a ver um futuro, o passado volta a atormentar. E não, ainda não foi desta que pensei nisto sem chorar.
With affection,
mary anne 

3 sweets:

{ Moderator } | sábado, 11 agosto, 2012 disse...

Olá! :)
Venho avisar-te que as votações da primeira fase do concurso dos blogues se encontram agora abertas! Podes desde já ir votar nos teus blogues preferidos! Nâo te esqueças de ler as regras.
Obrigada,
Moderator.

{ rosemary. } | sábado, 11 agosto, 2012 disse...

muito obrigada linda (:
quanto ao post, eu compreendo perfeitamente que deve ser dificil relembrar sempre o passado, mas tu tens de o tentar ultrapassar de alguma forma, e aceitares o que aconteceu para poderes seguir verdadeiramente em frente, sem te atormentares de cada vez que o passado der 'as caras', força princesa :x

{ lu de lúcia } | terça-feira, 04 setembro, 2012 disse...

e achas que é possível haver alguém que não gosto? podem até não apreciar, mas há sempre uma pitada de ternura e bom-senso para eles. mas eu gosto e vai de encontro ao que gosto!

 

Copyright © 2010 day in day out All Rights Reserved

Design by Dzignine